LEITE EMPEDRADO ATRAPALHA A AMAMENTAÇÃO


LEITE EMPEDRADO ATRAPALHA A AMAMENTAÇÃO

Leite empedrado nas mamas é um dos problemas mais comuns enfrentados pelas mães logo no inicio da amamentação, e atrapalha bastante.

O que pode causar mamas com leite empedrado?

Embora não seja uma regra, é comum ocorrer o empedramento do leite nas mamas, o que acaba dificultando o aleitamento. Isso acontece porque o corpo da mãe ainda está se adaptando à nova fase e, principalmente, à amamentação.

O leite empedrado é o resultado do inchaço das mamas, que ocorre quando o leite desce e se acumula, deixando os seios pesados e duros. Isso acontece porque o organismo da mãe está produzindo muito leite, ou então porque não esvaziou totalmente na última mamada.

O empedramento causa desconforto e dor para a mãe e dificulta a sucção do bebê também.

Dicas para evitar o leite empedrado

Veja algumas medidas com as quais você poderá evitar maiores complicações e, principalmente, o desmame precoce do bebê.

1- Amamente com frequência e regularmente

É muito importante, principalmente nos primeiros dias de vida do recém-nascido, amamentar sempre que a criança tiver vontade.

Se você tiver muito leite, tire com uma bombinha ou ordenhe com as mãos, sempre que a mama estiver cheia. Vai aliviar o peso da mama e facilitar na hora da próxima mamada do bebê.

Este leite colhido poderá ser guardado para emergências no freezer por até 15 dias, ou na geladeira por 12 horas.

Parece contraditório, mas a maneira mais fácil e rápida de tratar o problema do leite empedrado, é amamentar o bebê com a mama afetada.

Os seios vão “se acostumar” a produzir uma certa quantidade de leite todos os dias, e pra isso é preciso manter uma rotina de esvaziar constantemente para evitar que fiquem ainda mais ingurgitados (empedrados).

DICA: Se for armazenar, lembre-se de esterilizar muito bem os potes, e sempre colocar a data de retirada do leite nos potes.

2- Faça massagens

Garanta que os seios estejam macios antes da amamentação, pra que o máximo de leite seja fornecido ao bebê.

Faça movimentos circulares leves em toda a região, das extremidades até o mamilo.

Faça isso até sentir a mama ficar mais macia e confortável.

Isso pode ser feito antes e durante a amamentação.


3- Use compressas

Compressas mornas nas mamas estimulam a produção do leite e facilitam na hora da amamentação ou retirada de leite.

É indicado usar um pano molhado com água morna, enquanto estiver dando de mamar ou quando for fazer a retirada do leite manualmente.

Mas é importante frisar que a água quente aumenta a produção de leite, deixando a mama ainda mais cheia. Então, água mais quente só deve ser usada para facilitar o esvaziamento da mama, se ela estiver dura. Evite aplicar compressas quentes por mais de cinco minutos.

4- Coloque bolsas de gelo

Para diminuir o inchaço, o desconforto e as dores na mama, é recomendado colocar uma bolsa de gelo entre os seios.

Isso vai amenizar os sintomas e a sensação de alívio vai ser imediata, prevenindo também o leite empedrado.

5- Folhas de repolho no peito

Existem muitos costumes que foram passadas de geração em geração para o tratamento de vários problemas de amamentação.

Segundo estes costumes, folhas de repolho são tão eficazes quanto o gelo no alívio da dor e o inchaço dos seios em mulheres que estão em fase de amamentação.

Podem ser preparadas uma por uma, cortando em cada folha um buraco para encaixar o mamilo, e depois sendo enxaguadas e colocadas para gelar.

Elas podem ser utilizadas dentro do sutiã ou como compressas (com a ajuda de uma toalha fria) até que as folhas de repolho fiquem com a mesma temperatura do seu corpo, o que ocorre em aproximadamente 25 minutos.

Este procedimento é repetido uma a quatro vezes por dia, durante um ou dois dias.

DICA: Você também pode envolver as mamas com as folhas durante a noite, como uma atadura, e tirar apenas no outro dia pela manhã. Use folhas frescas.

Sintomas do empedramento, ou ingurgitamento mamário – depois dos primeiros dois a cinco dias:

  • Seios inchados, firmes e doloridos;
  • Aréolas da mama – a parte mais escura do seio, em volta do mamilo – planas e endurecidas. Isso tende a dificultar a alimentação do bebê;
  • Seios que brilham, ficam quentes, duros ou com uma sensação de que possuem uma protuberância (em casos mais graves);
  • Uma leve febre e nódulos linfáticos aumentados nas axilas.

Entupimento dos dutos mamários ou mastite

Caso perceba que os seios estão cada vez mais doloridos, vermelhos, com saliências ou aumento do desconforto e sensação de queimação durante a amamentação, pode haver um entupimento dos dutos mamários ou mastite, que é uma infecção nas glândulas das mamas.

O entupimento dos ductos também pode ocorrer por outras razões, como ao ser bloqueado por um corpo estranho e não por leite, mas é algo bem mais incomum.

Ao suspeitar de mastite ou obstrução nos dutos mamários – ambos apresentam sintomas parecidos, mas a mastite também causa febre e calafrios –, é importante ir a um médico o mais rápido possível e procurar tratamento.

Não tratar a mastite imediatamente pode fazer com que um abcesso se forme, exigindo cirurgia que pode danificar esteticamente as mamas para o tratamento.

Espero que tenha sido de grande ajuda!

Não deixe de compartilhar suas dúvidas, experiências de vida e sugestões de próximos temas pra que eu possa pesquisar e abordar aqui no site.

  • Se você tiver qualquer dúvida sobre este assunto, deixe seu comentário aqui abaixo que eu responderei.

    COMENTÁRIOS

  •